Buscar
  • joaquimcosta7

Open Insurance: novo passo de transformação no setor de seguros

Atualizado: Set 16



Dia 15 de dezembro de 2021 será a estreia do Open Insurance no Brasil, segundo resolução segundo resolução (CNSP nº 415/2021) e circular (635/2021) publicadas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) no Diário Oficial da União no último dia 21/07/2021.


Assim como foi feito no Open Banking a implementação será faseada iniciando pelo compartilhamento de dados públicos das empresas sobre produtos e canais de atendimento.


Empresas precisarão repensar e reinventar suas estratégias

Os documentos publicados detalham uma série de informações e prazos para implementação do Sistemas de Seguros Abertos (Open Insurance). Gostaria de destacar em especial a Seção II da resolução do CNSP, que trata dos "Objetivos e Princípios" desta transformação (links dos documentos no no final deste post).


Nesta seção, fica muito claro que a mudança pretende estabelecer condições para permitir que o consumidor acesse e compartilhe seus dados com outras seguradoras ou terceiros, promovendo competitividade, inovação e sendo este consumidor o maior beneficiado.


Dentre os benefícios destacados no site da SUSEP, que busca trazer informações sobre o tema e facilitar o acompanhamento das iniciativas (openinsurance.susep.gov.br), além da integração com o Open Banking, segurança e privacidade, são destacados os benefícios centrados no consumidor, como seu maior empoderamento e a melhoria das experiências geradas.


Como aconteceu com o Open Banking, esta mudança pode significar uma nova era para o segmento de seguros impulsionando ainda mais os processos de transformação digital.

As estruturas tecnológicas precisam ter a capacidade para oferecer a GRANULARIDADE que este momento vai exigir. Com agilidade e flexibilidade.

De forma prática, a abertura do sistema de seguros permitirá o compartilhamento de dados de usuários e companhias de seguro liberando assim a troca de informações essenciais para ofertas cada vez mais customizadas de produtos e serviços adicionais dos mais variados tipos.


Isto pode representar para o consumidor a oportunidade de escolher os serviços e os fornecedores que melhor atendam seus requisitos.


Clientes com serviços e experiências únicas



Será necessário que as empresas repensem e reinventem suas estratégias, e principalmente suas estruturas tecnológicas, para poder responder rapidamente a estas novas demandas e correspondam às necessidades dos consumidores.


Processos de transformação digital e novas demandas geradas pelas experiências exigem ainda mais respostas.

Aquelas empresas que já iniciaram seus processos de isolar sua camada de negócios (com regras e variáveis muito bem definidas e em um repositório próprio de regras como em soluções de BRMS) saem na frente nesta corrida.


As Regras de Negócio de uma empresa, seu modelo particular de fazer negócios, um dos principais ativos de qualquer organização, aquilo que te faz ser mais competitivo, ter seus diferenciais, ter sua forma única de fazer negócios e gerar experiências, passam ter ainda maior relevância e precisam ser gerenciadas.





Como fazer esta gestão sem um sistema especialista?






A solução de BRMS (Business Rule Management System) entregam de maneira estruturada a solução para a questão do gerenciamento de regras. Sem esta solução, regras ficam espalhadas por diversos sistemas da empresa (e em seus códigos) com a criação, a manutenção e a alteração ou difícil, ou demorada, ou cara... .... ou os três!


Navegando pelo site da Abaccus alguns insights importantes devem ser gerados para que você tenha soluções inovadoras para estas questões.


Como dizia Tom Peters, a inovação é a única coisa permanente.


Segue links da resolução e circular para maiores detalhes:


RESOLUÇÃO CNSP No. 415 - de 20/07/2021

https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/resolucao-cnsp-n-415-de-20-de-julho-de-2021-333272165


CIRCULAR SUSEP No. 635 de 20/07/2021

https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/circular-susep-n-635-de-20-de-julho-de-2021-333254618









58 visualizações0 comentário